7 Curiosidades sobre o Fashion Craft Ateliê

Hoje eu vim contar pra vocês 10 curiosidades sobre o Fashion Craft Ateliê. Aquelas coisas que ninguém sabe!

Resolvi escrever sobre o Ateliê, porque muita gente me pergunta sobre o meu trabalho. O que faço, como faço, onde é.

Então vamos lá!

7 Curiosidades sobre o Fashion Craft Ateliê

  1. A primeira e mais curiosa, é que o Fashion Craft Ateliê é uma empresa de uma pessoa só! Sim! Eu faço tudo…desde a criação e desenvolvimento dos produtos até a parte financeira. Tudo sou eu! Fácil não é! Muitas vezes é muito desafiador organizar meu tempo para dar conta de fazer tudo e ainda conciliar com as obrigações de mãe e esposa! Mas por outro lado, é gostoso, e para mim uma superação!

2. O meu ateliê é na minha casa. Tenho um espaço somente para o ateliê, que é um pedacinho do céu. É nesse espaço que crio e trabalho diariamente. Quando entro para dentro, é como se me desconectasse de todo o resto, e ali, consigo me concentrar e realizar as minhas tarefas diárias, mesmo sendo um espaço dentro de casa.

3. Aqui no meu ateliê tenho tudo que preciso! Ele é super turbinado…tenho meu computador, minhas máquinas de costura – uma industrial, uma doméstica e uma overloque, todo o material que utilizo para confeccionar as peças – e acreditem, tenho muita coisa, muitos tecidos, muitas réguas, cortadores circulares, linhas (vou escrever um post mostrando meu material de trabalho).

4. Outra curiosidade é que tenho muitos retalhos e aproveito todos! Cada pedacinho, não desperdiço nada! Quem faz patchwork sabe quantos retalhos vão sobrando dos trabalhos que fazemos. E eu adoro aproveitar os retalhos nos meus trabalhos! Crio coisas incríveis com eles, e não me canso nunca de reaproveitar! Afinal, temos que ser sustentáveis e colaborar para um mundo com menos lixo!

5. Tenho vários cestos de lixo espalhados pelo ateliê, cada um em uma estação de trabalho. Quando estou costurando, cortando tecidos, fico pra lá e pra cá. Tenho várias estações de trabalho! Corto os tecidos no balcão, vou para a máquina doméstica unir os blocos, depois sento na máquina industrial para quiltar, vou pra overloque para overlocar, quando é necessário, então, para facilitar a vida, cada estação de trabalho tem um lixo! E facilita muito! Porque a todo momento estou cortando linhas, tecidos, e ter um lixinho em cada canto agiliza o trabalho.

6. Trabalho como uma pessoa trabalha em uma empresa. Tenho minhas metas, calendário de prazos, objetivos, tudo organizado em calendários no mural, planner e agenda! Agora estou inciando o uso de aplicativos para auxiliar na organização de tarefas. Não é porque trabalho em casa que as coisas são bagunçadas. Aliás, quem trabalha em casa precisa ser muito organizado e disciplinado, senão não consegue fazer absolutamente nada.

7. Toda a estrutura do ateliê foi projetada por mim. Ele não era assim, organizadinho e lindinho! Mas aos poucos fui identificando todas as necessidades e fui organizando, e aí, o maridão deu de presente toda a montagem! Yay! E eu entrei com a parte de decoração. Ainda estou em processo de decorá-lo como quero, aos poucos ele vai se transformando.

Ele está a disposição de quem quiser fazer uma visita, conhecer um pouquinho mais do meu universo! Visitas são sempre bem vindas! Sempre tem um cafézinho e bolachinhas esperando por aqui!

Um Pouquinho da História do Ateliê

Mas de onde ele surgiu? Bom, um pouco antes de eu engravidar do meu primeiro filho, eu já tinha o ateliê prontinho na minha mente. Era um projeto já pronto esperando o momento certo para ser colocado em prática.

Eu já sabia que queria trabalhar com patchwork, mas ainda não tinha sentido que era o momento certo para fazer acontecer. Foi em 2012, quando engravidei que senti que a hora tinha chegado. Ia ser mãe, e não queria para de trabalhar, mas ao mesmo tempo queria estar presente na vida do meu filho, cuidando dele, e a ideia de deixá-lo na escola muito novinho não me agradava em nada.

Então, em 2013, junto com meu filho, nasceu o  meu ateliê! E fui aprendendo com os dois, a me organizar, a fazer as coisas darem certo. E os anos foram passando, e eu fui testando várias coisas, algumas deram certo, outras não, e todos esses testes me levaram ao caminho de focar no patchwork para casa e decoração. Uni duas paixões e hoje já está bem claro para mim o que quero e como vou desenvolver todos os projetos.

E além de todo esse aprendizado, nesses anos que se passaram, ainda tive o grande prazer de conhecer o super trabalho da Rafa Cappai, da Espaçonave, e esse ano pude decolar no Decola Lab, um curso de empreendedorismo criativo para fazer meu negócio decolar de vez!

2017 promete ser um ano de muitas mudanças e muito intenso!

1 comentário

  1. Amei toda historia exemplo pra mim de luta e determinação

Comments are closed.