Materiais que Utilizo no Ateliê

Hoje vou mostrar um pouquinho dos materiais que utilizo aqui no ateliê para criar as peças de patchwork.

O patchwork não requer muita coisa, mas bons materiais fazem toda a diferença!

Materiais Utilizados

Basicamente o principal que utilizo é cortador circular e réguas…muitas réguas! O patchwork é todo geométrico. Criamos formas incríveis utilizando quadrados, triângulos, retângulos, trapézios e círculos. Das formas básicas, surgem combinações e criações de outras formas, como estrelas, flores, letras. É possível criar qualquer desenho utilizando as formas básicas geométricas. E para cortá-las, utilizo uma régua e um cortador circular.

Não utilizo tesoura para cortar os tecidos (essa é uma dúvida frequente de algumas pessoas. Porque não utilizar tesoura?), porque o corte no patchwork tem que ser extremamente preciso para que na hora da costura tudo saia perfeito. E com o cortador circular e a régua, é possível cortar com precisão. Utilizo um cortador para manta e outro para tecido.

Uma curiosidade é que utilizo a polegada como unidade de medida. Há quem faça patchwork utilizando o sistema métrico, mas ele não é tão preciso como a polegada. Por isso trabalho com ela, e acho também bem mais fácil trabalhar em polegada do que em centímetro.

As réguas são o ar que a gente respira no patchwork, sem elas, nada sai! Com uma régua básica retangular é possível cortar quase todas as formas básicas, com exceção do círculo. É possível cortar triângulos, quadrados, retângulos, trapézios. Além delas serem em polegadas, toda régua para patchwork tem as linhas de 45°, 60° e 30°. São elas que fazem nascer os triângulos e trapézios.

Quando quero fazer um trabalho com linhas curvas, utilizo a régua especial em curva, criada pelas irmãs quilters Jenny Pedigo, Helen Robinson e Sherilyn Mortensen, da Sew Kind of Wonderful. Além de criar quilts incríveis, elas criam materiais para facilitar nossa vida no mundo do patchwork, e um deles é essa régua, a Quick Curve Ruler, que utilizo para fazer os trabalhos em curva.

Esses trabalhos em curva são mais trabalhosos, mas o resultado final é belíssimo. Vale cada quadradinho cortado e refilado! Para uma colcha que fiz para presentear um casal muito amigo, cortei 500 quadradinhos 3 vezes, 1500 cortes! Uau! Mas valeu cada corte!

Além do cortador circular e da régua, outros materiais básicos são as queridas máquinas de costura para finalizar tanta forma geométrica cortada! Eu utilizo uma doméstica para costuras retas e uma industrial para quiltar. Elas dão vida e forma para os quadrados, retângulos, trapézios e círculos!

Ferro e tesoura de pique também não podem faltar. A cada costura, é necessário abrir essa costura com o ferro e ir cortando as linhas com a tesoura de pique. Alfinetes curvos, retos

O patchwork é  mágico! É uma técnica trabalhosa, mas que o resultado final compensa todos os esforços! Sou apaixonada e faço tudo com muito amor!